Cuiabá (MT), 11 de maio de 2021 - 03:07

? ºC Cuiabá - MT

Noticias

28/04/2021 08:30

Os criminosos escolhiam as vítimas por fotos nas redes sociais

Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (27) a Operação Harem que investiga o tráfico internacional de mulheres e exploração sexual.

De acordo com a PF, os criminosos escolhiam as vítimas por fotos nas redes sociais e se passavam por representantes de marcas de produtos de beleza e ofereciam propostas de empregos.

1ª Vara da Justiça Federal em Sorocaba expediu nove mandados de busca e apreensão e oito de prisão preventiva, cinco foram incluídos na Difusão Vermelha da INTERPOL. Os mandados foram cumpridos em seis estados brasileiros.

A investigação deve ouvir 20 pessoas durante esta semana, entre vítimas e testemunhas.

As investigações começaram na Operação NASCOSTOS, que desarticulou estelionatários que praticavam fraudes pela internet, clonando cartões de crédito. E identificou que algumas compras realizadas foram de passagens aéreas, que tiveram como destinatárias duas mulheres que viajaram a Doha, no Catar. Após serem identificadas, as vítimas de exploração sexual relataram que receberam as passagens de quem as agenciou.

"Uma vez identificadas essas vítimas de exploração sexual, elas relataram cerceamentos de direitos a que foram submetidas nesse destino, bem como que receberam as passagens de um indivíduo que as agenciou para a prática dos atos de prostituição", relatou a PF.

Segunda a polícia, a estimativa é que o grupo aliciou cerca de 200 mulheres e promoveu exploração sexual no Brasil, Paraguai, Bolívia, Estados Unidos, Catar e Austrália.


Fale Conosco

Fone (65) 3023-2102

Patricia Bueno Mussi
[email protected]

 

 

Assessoria Jurídica.

Marcos Davi Andrade

Copyright 2015 - Todos os direitos reservados.
Max Notícias.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo