Cuiabá (MT), 11 de maio de 2021 - 03:08

? ºC Cuiabá - MT

Mundo

Eleições Americanas 06/11/2020 13:47

Processo: Pelo menos 21 mil pessoas mortas nas listas de eleitores da Pensilvânia

Há pelo menos 21 mil mortos nas listas de eleitores do estado da Pensilvânia, de acordo com um processo alterado aberto na quinta-feira

  Uma ação movida pela Public Interest Legal Foundation (PILF) alega que há pelo menos 21.000 mortos nas listas de eleitores da Pensilvânia. O processo alega que a Pensilvânia falhou em "manter razoavelmente" seus registros de eleitores de acordo com as leis federais e estaduais a tempo para a eleição presidencial de 2020.

“Em 7 de outubro de 2020, pelo menos 9.212 registrantes morreram há pelo menos cinco anos, pelo menos 1.990 registrantes morreram há pelo menos dez anos e pelo menos 197 registrantes morreram há pelo menos vinte anos”, o estados do processo.

“A Pensilvânia ainda deixou os nomes de mais de 21.000 indivíduos mortos nas listas de eleitores menos de um mês antes de uma das eleições gerais mais importantes para detentores de cargos federais em muitos anos”, o processo continua.

De acordo com o processo, cerca de 92 por cento dos 21.000 mortos nas listas eleitorais da Pensilvânia morreram antes de outubro de 2019. Cerca de 216 pessoas mortas mostram créditos eleitorais após datas de morte listadas federalmente em 2016 e 2018, alega o processo.

“Este caso é para garantir que os registrantes falecidos não recebam cédulas”, disse o presidente do PILF, J. Christian Adams, em um comunicado. “Este caso não é complicado.” Ele continuou:

Por quase um ano, temos oferecido dados específicos sobre registrantes falecidos para funcionários da Pensilvânia para tratamento adequado antes do que se esperava ser um resultado apertado no dia da eleição. Quando você pressiona a votação por correspondência, os erros de manutenção de sua lista de eleitores cometidos anos atrás voltarão a incomodar na forma de destinatários desnecessários e perguntas incômodas sobre cédulas não devolvidas ou pendentes.

Em maio, as autoridades eleitorais da Pensilvânia admitiram que cédulas duplicadas foram enviadas aos eleitores registrados. Da mesma forma, Judicial Watch processou a Pensilvânia por supostamente ter 800.000 eleitores inativos em suas listas eleitorais estaduais.

O caso foi arquivado no Tribunal Distrital dos Estados Unidos para o Distrito Médio da Pensilvânia. O número do caso é No. 1: 20-cv-01905 .


Fale Conosco

Fone (65) 3023-2102

Patricia Bueno Mussi
[email protected]

 

 

Assessoria Jurídica.

Marcos Davi Andrade

Copyright 2015 - Todos os direitos reservados.
Max Notícias.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo