Cuiabá (MT), 11 de dezembro de 2017 - 17:45

? ºC Cuiabá - MT

Noticias

08/10/2017 17:50 FolhaMax

Candidatos denunciam violação de envelope com provas de concurso para delegado em MT

Polêmico desde o início e já questionado judicialmente, o concurso para delegado substituto da Polícia Civil teve problemas durante a realização da primeira etapa, na manhã deste domingo. Dezenas de candidatos deixaram os locais da prova anunciando que iriam ingressar na Justiça para anular a prova.

Na manhã de hoje, foi realizada a prova objetiva. Já no período da tarde, ocorre a prova dissertavativa. Ao todo, 13 mil pessoas foram inscritas. 

Entre as inconformidades notadas, estão a ausência de mais de 50% dos inscritos em alguns colégios onde foram realizadas as provas. Além disso, fiscais estavam proibindo os concurseiros a preencherem o caderno de respostas com caneta azul. Segundo eles, no edital estava previsto preenchimento com caneta azul ou preta.

Em uma das salas, numa universidade particular de Cuiabá, acabou por diversas vezes a energia elétrica. As provas, segundo eles, foram iniciadas com atraso e “no escuro”.

Porém, a acusação mais grave é de que envelopes com as provas haviam sido violados. Numa das salas, o envelope foi colado de maneira “grosseira”, fato que foi percebido pelos candidatos.

Uma pequena confusão foi iniciada na sala. Um delegado que estava acompanhando a execução das provas esteve no local e tentou acalmar os alunos.

Todavia, após ele mesmo constatar a gravidade do fato, determinou que os fiscais relatassem em ata. A prova nesta sala foi iniciada com mais de 45 minutos de atraso.

FOTOS

Além das polêmicas, espanta-se a facilidade com que os candidatos estão usando aparelhos eletrônicos nas salas. Imagens do cartão de respostas da prova objetiva foram divulgados por grupos de WhatsApp.

Já no início da tarde de hoje, fotos da prova dissertativa estão correndo pelos celulares e redes sociais. As provas iniciam às 15h.

PEDIDO DE SUSPENSÃO

Ontem, um candidato ingressou com uma ação na Vara de Ação Civil Pública e Ação Popular pedindo a suspensão das provas. Na denúncia, ele relatou que a ex-secretária-adjunta de Gestão, Divanete Dias da Silva Ribeiro, e a assessora técnica da pasta Eluana Rodrigues Veloso, que teriam participado do processo de escolha da banca, estavam inscritas no concurso.

“No momento em que foi contratada a banca Cespe UNB, ambas eram ocupantes de cargos de grande relevância na Seges. E só foram exoneradas no dia 5/9/2017, véspera da prova que vai ocorrer dia 8/10/2017”, diz a representação.

O candidato ao cargo de delegado aponta ainda que existem, pelo Brasil afora, denúncias de irregularidades em concursos organizados pela Cespe. Ele ainda faz questionamentos sobre a idoneidade do certame diante das inscrições das ex-servidoras públicas. “Como pode uma adjunta, secretária de Estado, que participou de todas as reuniões e contratação, até mesmo, de forma indireta, ter ajudado a elaborar o edital, hoje participar como candidata do certame”, questionou.

REPRESENTAÇÃO NO MPE

Irregularidades no edital do referido concurso também já resultaram em representações no Ministério Público Estadual. Uma representação apontou privilégios a policiais que prestarem o concurso.

O artigo questionado prevê que servidores da carreira de policial civil ganharão um ponto a mais por cada ano trabalhado na pontuação final da prova de títulos. Ele afirma que a regra beneficia “agentes públicos da instituição por já serem policiais civis”.

“Se o poder público que está realizando o concurso público no mínimo o que nós candidatos esperamos e o mínimo de transparências e uma prova onde seja aprovado de fato quem estudou para o cargo e está apto para serem aprovados, fato este que fica obscuro, mostra e sim beneficiando agentes públicos da instituição por já serem policiais civis”, diz a representação do candidato.


Fale Conosco

Fone (65) 3023-2102
maxnoticiascontato@gmail.com

 

Assessoria Jurídica.

Marcos Davi Andrade

Copyright 2015 - Todos os direitos reservados.
Max Notícias.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo