Cuiabá (MT), 19 de janeiro de 2020 - 18:29

? ºC Cuiabá - MT

Noticia

05/12/2019 15:06

Aumento no preço do álcool pesa no bolso de motoristas em Cuiabá

O aumento no valor praticado para venda de etanol em alguns postos de combustíveis de Cuiabá tem pesado no bolso dos motoristas. Em um dos estabelecimentos comerciais verificados pelo HNT/HiperNotícias, a variação foi superior a 20 centavos no intervalo de apenas uma semana.

À reportagem, o motorista de aplicativo Mackenzie Nascimento, 40 anos, apontou que a variação no valor do etanol provocou um gasto semanal extra de R$ 48 reais, em média. “Eu nem abasteço com gasolina porque sou motorista de aplicativo e não compensa. O álcool é a solução, porque é mais barato. Mas ultimamente tem variado muito o preço. Antes eu comprava o litro por R$ 2,32, agora pago R$ 2,43”, afirmou o trabalhador.

O motorista revela que, antes, gastava uma média de R$ 114 para encher o tanque de seu carro. Agora, ele gasta R$ 130. Pela demanda da profissão, o trabalhador abastece, em média, três vezes por semana, o que faz com que o gasto extra alcance a casa dos R$ 48.

O valor do litro a R$ 2,32 informado por Mackenzie diz respeito à taxa cobrada em postos há duas semanas. Em um dos comércios verificados pela reportagem, nesta quarta-feira (04), localizado na Avenida dos Imigrantes, o preço do álcool está fixado em R$ 2,67 – taxa 23 centavos mais cara que o valor da última semana, R$ 2,43.

Mackenzie aponta que, quando questionados, os frentistas respondem que o aumento “vem de cima”, que está relacionado ao Governo Federal. Contudo, a resposta nunca é clara em identificar se a variação se dá nas refinarias ou em algum setor específico da indústria nacional de petróleo.

Em um posto de combustível do Jardim Aeroporto, em Várzea Grande, a taxa do álcool também é de R$ 2,67 e com previsão de aumento, inclusive, para o valor da gasolina. No local, o frentista informou em breve o preço da gasolina deve sofrer uma nova atualização em detrimento do reajuste no etanol.

As atualizações cada vez mais constantes no setor de combustíveis têm impactado a vida de motoristas de aplicativo. Uma das principais reclamações da categoria diz respeito ao fato de as multinacionais de transporte particular não repassarem na tabela de taxas os aumentos no valor dos combustíveis.

"Todos esses aumentos que têm tido aí eles não têm repassado para a gente na tabela de preços. Dai a gente fica no prejuízo com o aumento dos combustíveis e não tem repassado para as corridas", disse outro motorista.

Conforme dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP), que mapeia semanalmente postos em todo o Brasil, a variação no preço médio do etanol foi “tímida” nas duas últimas semanas. Mato Grosso registrou um aumento no valor de 0,11%, segundo a agência, quando comparadas as semanas entre os dias 17 e 30 de novembro.

Por conta de o mapeamento da ANP ser realizado semanalmente, ainda não há dados sobre o último aumento registrado nesta semana em Cuiabá, com as taxas de até R$ 2,67 no preço do etanol. Um panorama mais completo sobre a variação deve ser divulgado na próxima segunda-feira (09) pela agência, data em que é liberado o novo relatório.

Fonte:https://www.hnt.com.br/


Fale Conosco

Fone (65) 3023-2102
redacao@maxnoticias.com.br

 

Assessoria Jurídica.

Marcos Davi Andrade

Copyright 2015 - Todos os direitos reservados.
Max Notícias.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo