Cuiabá (MT), 25 de maio de 2020 - 13:48

? ºC Cuiabá - MT

Esporte

19/05/2020 10:00

Condenação por 'cambismo'. O fim político de Mustafá no Palmeiras

São Paulo, Brasil

O escândalo dos ingressos no Palmeiras chegou na sua reta final.

O ex-presidente Mustafá Contursi acaba de ser condenado por cambismo.

 

O Tribunal de Justiça de São Paulo determinou que ele terá de pagar 25 salários  mínimmos para instituição pública ou privada, de destinação social a ser indicada pelo Juízo de Execuções Criminais.

Mustafá Contursi foi penalizado pelos artigos 41-F (vender ingressos para eventos esportivos por preço superior ao estampado no bilhete) e 41-G (fornecer, desviar ou facilitar a venda de ingressos por preço superior) do estatuto do torcedor.

O ex-presidente foi quem viabilizou politicamente a dona da Crefisa, Leila Pereira, no Palmeiras. A apoiou e conseguiu fosse eleita como a maior votação da história do clube como conselheira.

E a encaminhou para ser candidata a presidente, em 2021.

Mas em novembro de 2017, houve o abrupto rompimento.

Por conta dos ingressos.

Leila, como dona da patrocinadora, recebia 70 ingressos para os jogos no arena palmeirense. E elas repassava os que não iria usar no seu camarote para Mustafá. Ela acreditava que o dirigente os repassava para aliados políticos.

Só que esses ingressos acabavam sendo vendidos.

O Ministério Público acusou Mustafá de repassá-los para Eliane de Souza Guimarães Fontana e ela incumbia Anderson Munari vendê-los.

Por isso, além do ex-presidente, Eliana foi condenada por dois anos e oito meses de pena restritiva de direitos consistente em prestação de serviços à comunidade ou entidade pública na forma a ser disciplinada pelo Juízo das Execuções Criminais.

E Anderson a um ano e seis meses de pena restritiva de direitos, também consistente em prestação de serviços à comunidade ou entidade pública.

Os três também terão de pagar as despesas do processo.

E podem recorrer em liberdade.

Aos 79 anos, Mustafá enfrenta problemas de saúde.

Mas a condenação coloca fim ao seu poder nos bastidores do Palmeiras.

Foram mais de 30 anos de influência.

Ele foi presidente de 1993 a 2004.

Usufrui as conquistas do clube, com o dinheiro da Parmalat.

Se assumiu ao blog com o 'pai de Paulo Nobre', ex-presidente.

E era o padrinho de Leila Pereira.

Até que surgiu o escândalo dos ingressos.

Leila rompeu publicamente com ele.

Mustafá se aliou a Paulo Nobre.

Mas seus inúmeros aliados sumiram.

E ele deve perder mais poder ainda com a condenação de hoje.

A desmoralização é enorme.

E afeta diretamente Nobre...

 

 

 

Fonte:https://esportes.r7.com/


Fale Conosco

Fone (65) 3023-2102

Patricia Bueno Mussi
redacao@maxnoticias.com.br

 

 

Assessoria Jurídica.

Marcos Davi Andrade

Copyright 2015 - Todos os direitos reservados.
Max Notícias.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo