Cuiabá (MT), 19 de novembro de 2017 - 17:16

? ºC Cuiabá - MT

Espaço Fitness

02/06/2017 15:45

Cerveja ou Refrigerante – O Que Engorda Mais?

Eles são as bebidas mais populares em confraternizações e encontros casuais. O conhecido happy hour do trabalho pode ser o responsável pela barriguinha que tanto lhe incomoda, mas será que você sabe disso?

Quem não degusta uma cervejinha tenta se enturmar tomando um refrigerante mesmo, mas será que essa é uma boa opção? Se você tem dúvida sobre o que engorda mais e qual destes escolher, conheça agora as consequências que tomar cerveja ou refrigerante pode ter sobre seu organismo.

A cerveja

Pode-se afirmar que é a qualidade e a quantidade de alimento consumido após a degustação da bebida que induz ao crescimento da barriga.

A cerveja não possui gordura, mas o seu consumo excessivo pode induzir à dilatação do estômago, além dela conter açúcar. Assim como qualquer alimento, ela não pode ser responsabilizada, sozinha, pelo ganho de peso, apenas se consumida excessivamente.

Uma lata de 355 ml equivale em termos de carboidratos a uma fatia de pão de forma. Mas em termos de calorias, o álcool praticamente duplica os números: uma latinha tem cerca de 160 calorias.

Refrigerante

Os fabricantes até inventaram suas versões “zero açúcar”, mas será mesmo que essa é uma opção melhor para quem bebe refrigerante? A bebida não contribui com nutrientes, então por que insistimos tanto em consumi-la?

Obviamente, não devemos ser radicais, você pode degustar cerveja ou refrigerante eventualmente. Essa é a melhor alternativa para quem não consegue abandonar o que muitos reconhecem como “vício”.

É importante lembrar que um latinha de 350 ml de refrigerante tradicional contém o equivalente a 140 calorias, e cerca de 37 gramas de carboidratos, ou seja, o equivalente a 3 fatias de pão de forma.

Vale ressaltar que os refrigerantes diet não garantem a perda de peso, eles apenas contêm uma menor quantidade de açúcares, mas ainda não podem ser consideradas bebidas saudáveis. Exercícios e alimentação saudável é o que realmente garante perda de medidas.

Os refrigerantes zero açúcar são adoçados artificialmente, utilizando aspartame, ciclamato, sucralose ou sacarina. Eles substituem o açúcar, mas podem aumentar o desejo de comer doces, já que não possuem composição natural.

Foi comprovado ainda que o seu consumo regular ainda pode aumentar em até 36% os fatores de síndrome metabólica, aumentando a possibilidade de desenvolvimento de diabetes em até 6%, e demais doenças relacionadas à obesidade.

Quem consome refrigerante regularmente ainda se expõe ao maior risco de desenvolvimento de ataques cardíacos ou acidente vascular cerebral.

Barriga de cerveja

O formato da barriga é bastante conhecido e característico de quem bebe cerveja regularmente, mas a deformação não é resultado apenas dessa bebida. É fundamental reconhecer que ela pode contribuir para o ganho de peso, mas não é a principal e única responsável pela mudança de medidas. A cerveja apenas reforça as consequências da falta de atividade física e alimentação irregular.

Ao tomar a bebida alcoólica, não se consome apenas as calorias do álcool, mas também os carboidratos que não agregam nutrientes.

Uma lata de 350 ml de cerveja tem, em média, 160 calorias, e estas são somadas rapidamente a todas as calorias consumidas diariamente. Geralmente, as cervejas sem álcool possuem menos calorias, podendo possuir apenas 99.

Cerveja escura

É dito que a cerveja escura possui até 50 calorias a menos que a cerveja tradicional, mas será que é verdade? E agride menos a saúde?

Segundo algumas pesquisas realizadas na Universidade de Wisconsin, a cerveja escura contém antioxidantes que a versão tradicional não oferece, possuindo ainda uma pequena quantidade de ferro.

Esses benefícios são obtidos durante o processo de torrefação em alta temperatura, realizado para otimizar o sabor mais suave do malte escuro, que promove ainda a formação de antioxidantes. Diz-se ainda que, se consumida de forma saudável, ocasionalmente, a cerveja escura ainda possui flavonoides que contribuem para a redução dos riscos de coagulação na corrente sanguínea.

No entanto, é preciso ficar atento às informações nutricionais. Em geral, pode não ser verdade que ela contenha menos calorias. Algumas versões têm até mais calorias.

O que engorda mais: Cerveja ou refrigerante?

Ambos possuem quantidades calóricas similares, mas os refrigerantes não podem oferecer nenhum tipo de benefício nutricional. Eles são grandes vilões da boa forma, pois contam com alto teor de açúcar e sódio, componentes não convenientes para uma dieta saudável.

Já a cerveja pode possuir uma quantidade simbólica de proteínas, além de ter maior teor de potássio e antioxidantes que os refrigerantes. Para quem controla a glicose, é importante saber ainda que o refrigerante possui índice glicêmico até 4 vezes maior que a cerveja.

Portanto, pode-se afirmar que a cerveja faz menos mal que o refrigerante comum, embora o álcool seja reconhecido como uma toxina para o fígado, e por isso não devemos abusar de nenhum dos dois.

Hidratação

Hidratar-se não é uma desculpa para justificar o consumo de cerveja ou refrigerante, pois sabemos que ambos não contribuem como líquidos saudáveis para o organismo. O álcool contido na cerveja age como diurético, ou seja, quando você acha que está se hidratando, na verdade está estimulando a perda de líquidos. A cafeína contida nos refrigerantes mais populares também age como diurético, porém, seus efeitos são mais leves.

Moderação

De acordo com todas as informações apresentadas, podemos afirmar que, seja a sua escolha tomar cerveja ou refrigerante, independente de versões ou marcas, a moderação é a palavra-chave para prevenir os efeitos negativos.

O refrigerante comum, sem sombra de dúvidas, é o que mais engorda, e um dos principais itens responsáveis pelo alto índice de obesidade na sociedade, mas é fundamental admitirmos que não é necessária a proibição do consumo, e sim o reconhecimento de preservação da saúde.

Evidentemente, tomar uma cervejinha nos fins de semana não está proibido. Já os refrigerantes marcam ainda mais presença em nosso cotidiano, atingindo de crianças a idosos, por isso, é preciso atentar e buscar substituições saudáveis. Não busque fugir daquele que engorda mais, mas busque aquele que nutre e contribui mais para o seu bem estar.

Fonte:mundoboaforma


Fale Conosco

Fone (65) 3023-2102
maxnoticiascontato@gmail.com

 

Assessoria Jurídica.

Marcos Davi Andrade

Copyright 2015 - Todos os direitos reservados.
Max Notícias.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo