Cuiabá (MT), 14 de dezembro de 2017 - 03:52

? ºC Cuiabá - MT

Entretenimento

07/12/2017 00:42

Juventude Ativa reúne mais de 500 talentos no Várzea Grande Shopping com apresentações culturais

Reporter

Rafaela Maximian

O projeto socioeducacional da Secretaria Municipal de Assistência Social de Várzea Grande, “Juventude Ativa”, encerrou nesta quarta-feira (06), as atividades semestrais com um show de atrações dos jovens à sociedade várzeagrandense, na praça de alimentação do Várzea Grande Shopping. Ao todo, 500 jovens participaram do encerramento das oficinas que formam atores, cantores, dançarinos, músicos, pintores e grafiteiros. As oficinas são realizadas nos quatro Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) e abrangem 25 bairros da cidade em situação de vulnerabilidade social.

“Os jovens representam o amanhã, e o Juventude Ativa é o amanhã de oportunidades”, declarou a prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos, ao anunciar a abertura de 500 novas vagas para o ano de 2018, ampliando a oferta das oficias para mil jovens várzeagrandenses. “Quando falamos de oportunidades, precisamos pensar numa forma de estimular o querer e o aprender de cada um. As oportunidades que já oferecemos estão produzindo resultados presenciados na tarde de hoje onde esses jovens se desafiam mostrando o aprendizado, a vontade, o querer de transformar e agarrar a oportunidade de ter no seu futuro um caminho já traçado. Queremos que a cada ano, novos jovens tenham a garantia da inclusão sociocultural”, justificou.

A secretária municipal de Assistência Social, Kathe Martins, explica que as oficinas vão além do aprendizado em sala de aula e oferecem a valorização do ser humano. "Nós promovemos interação geral entre facilitadores, alunos e comunidade, e os ganhos sociais e culturais são ilimitados. Investir na educação do jovem é investir num futuro melhor. Essa é a base do Juventude Ativa", declarou Kathe Martins, detalhando que a Secretaria Municipal de Assistência Social oferece capacitação gratuita com cursos técnicos de customização de objetos, pintura em tela, dança, teatro, arte do grafite e música. “A capacitação provoca mudança na percepção de vida e agrega valores. É com esse olhar de cuidar dos nossos jovens que pretendemos, em 2018, fortalecer e ampliar o 'Juventude Ativa' e formar uma corrente do bem e de oportunidades", disse.

Para a coordenadora de Proteção Básica da Secretaria Municipal de Assistência Social, Vanessa Navarro, no início do ano letivo de 2018 o Juventude Ativa será retomado e já estão sendo estudadas novas oficinas. "Esse projeto movimentou as comunidades com atividades sociais e culturais, e será implementado em 2018, estar em um centro comercial importante e se apresentar ao vivo a um público desconhecidos por eles e um grande desafio. A vida futura desses jovens também terão vários desafios pela frente, porém o programa o prepara para um futuro melhor", disse.

Segundo a facilitadora de pintura em tela Paty Wolff, as oficinas do projeto Juventude Ativa são oportunidades para despertar talentos e oportunizar atitudes saudáveis a jovens em situação de vulnerabilidade social. “Esse semestre foi minha primeira oportunidade de trabalhar com este público e confesso que fiquei muito envolvida. A partir das aulas de desenho e pintura muitos desses jovens conseguiram reconhecer seu próprio valor como ser humano e como artistas. Muitos chegaram já sabendo desenhar a mão livre, eles têm talento, mas não conseguem aperfeiçoar a arte, o programa desperta o artista dentro deles e o profissionaliza. Portanto, buscamos mais do que ensinar uma técnica a esses adolescentes. Queremos que eles valorizem seu talento, suas famílias sua condição social, quebrem barreiras de preconceitos, tudo isso para que possam ter uma vida mais estruturada, feliz e com inclusão social”, explicou a professora.

Os amigos Willian Silva de Almeida, 15, e Flávio Guimarães de Miranda, 14, moradores do bairro Colinas Verdejantes, adoram desenhar “mangá” – personagens de quadrinhos japoneses, e no último semestre tiveram a primeira experiência com a técnica da pintura em tela. “Eu sempre desenhei à mão livre, tenho inclusive cadernos com meus desenhos, e, nunca imaginei que isso pudesse ser um talento. Penso em aprender mais para quem sabe trabalhar com isso no futuro e gerar minha própria renda. O meu sonho é ser reconhecido pelo meu talento”, declarou Flávio.

O jovem Willian também declara ter se deparado com uma nova realidade. “Eu também sempre desenhei, mas não dava importância, não via como uma atividade. Hoje sei que esses desenhos que eu gosto, podem ser feitos no computador. Quero aprender mais e quem sabe um dia trabalhar com o que gosto. Nunca imaginei isso e quem sabe na área de informática com minha criação possa ser um desenvolvedor de jogos”, afirmou.

Maria Joselina, de 12 anos, moradora do bairro Portal da Amazônia, se diz apaixonada pela pintura. “Já fiz paisagens, mas gosto de pintar pessoas. Os detalhes das expressões faciais, retratar os olhos, é muito gratificante. Quem sabe no futuro serei uma artista plástica”, disse.

O garoto Diogo Franco Gonçalo Botelho, aluno da oficina de teatro, representou todos os 500 jovens do Juventude Ativa e agradeceu aos gestores municipais a oportunidade de participar de um projeto que reúne jovens e dá oportunidade de lidar com a arte, quer seja na música, nas artes plásticas e cênica. “Está sendo uma oportunidade única, agradeço em nome de todos os meus colegas, em apenas quatro meses eu aprendi a gostar de teatro e quero continuar no projeto como tantos outros jovens se encontraram na música ou no desenho. Tenho certeza que todos nós temos o mesmo sentimento de gratidão pela oportunidade que estamos tendo com o projeto da Secretaria de Assistência Social. Temos nossas atividades no contraturno escolar e estamos ocupados em produzir cultura”.

O projeto Juventude Ativa é realizado desde 2015 no município de Várzea Grande em quatro grandes polos. Na região Norte são contemplados os bairros Jardim Gloria, Nova Esperança, Vila Arthur, José Carlos Guimarães, Serra Dourada e Mapim. Os bairros atendidos na região Oeste são Água Vermelha, Santa Izabel, Marajoara, Nova Fronteira, São Mateus e Colinas Verdejantes. Os bairros atendidos na região Sul são: Costa Verde, portal da Amazônia, Souza Lima, Gonçalo Botelho, Santa Maria e Jardim Primavera. E, os bairros da região Leste compreendem a Manga, Ponte Nova, Jardim das Oliveiras, Maringá III, Cohab Cristo Rei e Parque do Lago.


Fale Conosco

Fone (65) 3023-2102
maxnoticiascontato@gmail.com

 

Assessoria Jurídica.

Marcos Davi Andrade

Copyright 2015 - Todos os direitos reservados.
Max Notícias.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo