Cuiabá (MT), 19 de outubro de 2018 - 13:56

? ºC Cuiabá - MT

Economia

15/12/2017 01:29

ABC movimentará R$ 256 milhões neste Natal, com alta de 4,8% e mais pessoas presenteadas

Mais pessoas presenteadas, porém com valores menores. Essa é a expectativa para o Natal de 2017 no Grande ABC, onde a principal data comemorativa no ano para o comércio deve movimentar aproximadamente R$ 256 milhões, ou 4,8% de aumento real se descontada a inflação de 2,8%.

Pesquisa da Universidade Metodista de São Paulo com as sete Associações Comerciais e Industriais da região indica que neste Natal os consumidores pretendeminvestir em média R$ 378 com compra de presentes. O valor está R$ 27 acima do ano passado (R$ 351), ou aumento real de cerca de 4,8%. Mas baixou a intenção de gasto por presente individual: o preço médio a pagar por presente é de R$ 153,70, ou R$ 23 a menos do que no ano passado e 15% menor considerada a inflação.

 

“O clima de pessimismo diminuiu, há mais gente apostando em crescimento e os indicadores do PIB, de expansão de 0,6% até outubro, sinalizam em direção ao fim do ciclo recessivo iniciado em 2014. Não recuperamos todos os 80 mil empregos perdidos entre 2014 e 2016, mas o saldo negativo de 194 postos formais este ano é bem menor”, comenta o professor Moisés Pais dos Santos, pesquisador do Observatório Econômico da Metodista.

Isso se reflete na percepção das condições de vida: em 2016, 36% dos entrevistados revelaram que a situação econômica financeira da família tinha piorado. Em 2017, esse percentual caiu para 26%.

Vestuário e brinquedos

Entre os itens que mais se destacaram nas intenções de compras para o Natal estão vestuários e calçados (34%), brinquedos (12,7%), perfumes/cosméticos (9,8%) e joias/relógios (7,4%). As mães serão as mais lembradas (22,2% vão ganhar presentes), seguidas dos filhos (15,7%), dos pais (14,3%), de esposos (11,4%) e entre namorados (9,3%). O preço do presente e o desejo da pessoa a ser presenteada foram apontados por 75% como sendo os principais determinantes da compra.

 

O local preferido para adquirir a lembrança neste ano será o shopping center (36,6%), seguido do comércio do centro das cidades (29,6%). Mas as compras pela internet mais que dobraram nas preferências, alcançando este ano 19% das intenções.

 

Apesar de o desemprego no ABC ainda ser significativo – atingindo 18,1% da População Economicamente Ativa em outubro último – no universo da PIC de Natal só 0,8% se declararam desempregados. Mais de dois-terços dos 550 entrevistados têm fonte de renda: 48,7% têm carteira assinada, 9,9% são autônomos, 4,6% são aposentados, 3,8% são empresários e 1,4% são profissionais liberais. Cerca de 55,7% dos entrevistados revelaram ter renda familiar entre 3 e 10 salários mínimos, 32% têm Ensino Médio completo e 23,1% possuem superior completo.

A amostra foi colhida junto aos centros comerciais e de bairros, principais ruas de comércios e shoppings do ABC paulista. O universo foi composto de 54% de mulheres e 46% de homens. O público masculino, aliás, é mais generoso com gastos, revelando estar disposto a pagar preço médio de R$ 178 por presente, cerca de 33% a mais do que as mulheres, e a realizar um gasto médio de R$ 433 com presentes, ouaproximadamente 26% maior que o programado pelas mulheres.

 

Veja a íntegra da pesquisa.


Fale Conosco

Fone (65) 3023-2102
redacao@maxnoticias.com.br

 

Assessoria Jurídica.

Marcos Davi Andrade

Copyright 2015 - Todos os direitos reservados.
Max Notícias.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo