Cuiabá (MT), 25 de agosto de 2019 - 18:27

? ºC Cuiabá - MT

Curiosidade

09/08/2019 10:52 metrojornal

7 segredos que casais felizes guardam

Ter um relacionamento amoroso bem-sucedido e feliz é o desejo de muitas pessoas. Contudo, por vezes o caminho para alcançá-los pode parecer um pouco difícil, especialmente depois que o estágio de “lua de mel” já passou.

A Ph.D. Melanie Greenberg, autora do livro “The Stress Proof Brain” reuniu 7 segredos que as relações felizes guardam. Confira:

1. Ouvir com a mente e o coração aberto

Casais infelizes não ouvem uns aos outros. Com o tempo, eles entram em ciclos de comunicação negativos, como criticar, defender e exigir, sempre atacando ou se defendendo.

O resultado é que ninguém é ouvido ou entendido e os parceiros se sentem julgados, criticados e rejeitados.
Casais felizes estão mais presentes uns com os outros e se esforçam para ouvir e levar a sério as necessidades dos outros. Eles “validam” um ao outro, comunicando que a perspectiva de um parceiro é compreensível e válida.

2. Se esforçar para construir intimidade

Casais infelizes podem parecer companheiros de quarto. Há uma distância emocional e falta de intimidade, com a comunicação focada em aspectos mundanos da vida, como pegar crianças no colégio e fazer tarefas.

A sensação de ser atraente e desejável para o parceiro é perdida. Além disso, casais infelizes podem se comunicar principalmente brigando e discutindo, fazendo comentários sarcásticos ou deliberadamente ignorando um ao outro.

Os casais felizes priorizam a intimidade emocional e física, criando um ciclo positivo que se reforça. Eles fazem tempo um para o outro, mesmo que sejam apenas alguns minutos, tendo rituais de saudação quando saem e entram na casa, como se abraçar, se falar durante o dia pessoalmente ou por mensagem de texto.

Casais felizes expressam afeto e apreço com frequência em palavras ou gestos.

3. “Resolver” as brigas

Casais infelizes não resolvem o conflito. Argumentos se transformam em hostilidade contínua ou um tratamento silencioso que pode durar vários dias.

Casais felizes tendem a se aproximar depois das brigas, mostrando que se importam, mesmo que o problema não esteja completamente resolvido.

Eles tentam concertar as coisas usando um tom de voz afetivo, fazendo um comentário positivo, usando humor, sorrindo, sugerindo uma atividade divertida ou relaxante juntos e também pedindo desculpas.

4. Ser educado

Casais infelizes não demonstram cortesia e sensibilidade na maneira como tratam uns aos outros. Já os casais felizes se comunicam com respeito e afeto mútuo, de muitas maneiras pequenas, todos os dias.

Eles podem dizer adeus, trazer café ou oferecer ajuda uns aos outros. Eles tratam seu parceiro respeitosamente na frente de outras pessoas, mesmo quando estão com raiva.

5. Pensar no outro antes de agir

As pessoas em relacionamentos infelizes não consideram como suas decisões afetarão seus parceiros, ou podem ocultar informações importantes deles para evitar uma briga. Isso cria problemas de confiança.

Casais felizes agem como casais. Eles colocam o relacionamento e a família em primeiro lugar na maioria das vezes, mesmo que tenham que sacrificar algumas coisas que podem desfrutar como indivíduos.

6. Apoiar a felicidade do outro

Casais infelizes não se concentram em fazer os seus parceiros felizes. Já nos casais felizes, as pessoas pensam ativamente sobre a felicidade de seus parceiros.

Eles celebram o sucesso do outro e de bom grado fazem um trabalho extra para ajudar o parceiro a alcançar seus objetivos.

Algumas pesquisas mostram que sua reação a uma boa notícia do seu parceiro é tão importante, ou talvez mais importante, que a sua reação a uma má notícia.

7. Arranjar tempo para a sexualidade

O sexo pode ser a cola que mantém um relacionamento unido. É importante manter uma intimidade sexual constante.

Ter um encontro uma vez por mês ou um fim de semana juntos pode ajudar a deixar o casal de bom humor.

Também ajuda deliberadamente se concentrar em seu parceiro como um ser sexual e que atrai você, pela sua aparência, voz, senso de humor ou bondade.

A comunicação aberta e a capacidade de resposta às necessidades da outra pessoa contribuem muito para a construção da confiança, assim como a intimidade física e emocional real.

 

 

Fale Conosco

Fone (65) 3023-2102
redacao@maxnoticias.com.br

 

Assessoria Jurídica.

Marcos Davi Andrade

Copyright 2015 - Todos os direitos reservados.
Max Notícias.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo