A Casa do Parque abre nesta quinta-feira (29.08), às 19h, a exposição “Fascinação” com 36 obras de Capucine Picicaroli e que conta com a produção executiva de Henrique Rondon e curadoria de Amanda Gama e Willian Gama.  A exposição, que reunirá obras de várias fases da artista plástica, ocorre exatamente há um ano do seu falecimento.


“A exposição será a memória viva de Capucine Picicaroli”, define Willian Gama, a começar por obras que fizeram parte da exposição “México Imaginário”, inspirada nas manifestações culturais desse povo de fortes cores e sabores. Entre os elementos das obras, Catrinas, Frida Kahlo, Guadalupe, mariachis (gênero musical do México) e outras figuras de grande expressão.

Exposição reúne 36 obras de Capucine Picicaroli na Casa do Parque (Foto: Sandra Carvalho)

Também serão expostas obras de “Dezesseis Conte outra vez”, que foi apresentada pela primeira vez no Museu de Arte de Mato Grosso. “Segundo dados da própria da Secretaria de Estado de Cultura, foi a exposição com maior visitação que o museu teve durante os anos que funcionou na Residência dos Governadores.

Belíssima obra de Capucine Picicaroli estará na exposição "Fascinação" (Foto: Sandra Carvalho)

Era uma exposição muito lúdica, que foi pensada para o olhar das crianças. Havia também uma instalação interativa chamada “Sala dos Desejos” (Sala dos Desejos, Capucine Picicaroli, técnica mista, 300x300cm, 2014). Com um grande mural onde as pessoas escreviam em post-its seus desejos para o estado de Mato Grosso e colavam no mural”, dalí saíram críticas à política, ao estado, e principalmente a precariedade da educação.


“Fascinação” terá telas de “O Circo”, individual de Capucine Picicaroli realizada na própria A Casa do Parque e que apresentou uma série sobre o circo e suas várias nuances, composta, por palhaços tradicionais e multicoloridos, além de criações que retratam aos ‘freaks shows’, os shows de horrores que atraíam milhares de espectadores aos circos décadas atrás.

Willian Gama e Amanda Gama acompanharam Capucine Picicaroli desde a primeira exposição individual da artista plástica. “Foi uma relação gratificante, extremamente profissional, de sucesso e longa amizade” destaca a curadora Amanda.

“Durante todo este processo de produção da exposição Fascinação eu fico me lembrando do quanto ela era detalhista e exigente”, revela Willian Gama, lembrando que Picicaroli também foi uma agitadora cultural, teve sua própria galeria de arte, deixava o ateliê aberto para receber artistas, cliente e pessoas interessadas em arte.

O colorido e o traço sensível compõem as obras de Picicaroli (Foto: Sandra Carvalho)

A primeira exposição profissional em que a Capucine apareceu para o público foi uma coletiva realizada na Casa do Parque. Depois vieram várias outras.

“Capucine foi uma pessoa incrível e marcante na vida de todos nós. No dia 6 de agosto completou um ano do falecimento e nos estávamos realizando na Casa do Parque uma exposição com a coleção particular da professora Clarita. Durante a montagem veio a ideia de fazer ainda este ano uma exposição com obras da Capucine. A Flávia Salem concordou imediatamente e inclusive foi a maior entusiasta para fazer a exposição acontecer”, descreve.

Flávia Salem afirma ter grande orgulho de fazer parte da trajetória de artista. “Capucine e sua arte estão eternizadas na Casa do Parque. Nosso espaço tem a essência de sua sensibilidade e inquietude”, frisa a idealizadora da Casa.

Capucine Picicaroli partiu há um ano e sua arte ficou enternizada em suas obras (Foto: Ahmad Jarrah - Arquivo CMT)

O produtor executivo Henrique Rondon, classifica as obras da artista plástica como um sonho. “As obras, de um modo geral, trazem essa característica. Algumas são como se fossem sonhos. São fortes, coloridas, alegres. Mas também tem as “pesadas”, porque nem sempre a vida é feita de sonhos”.

Amanda Gama destaca um trecho do texto do crítico de arte Jacob Klintowitz, membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA), sobre Capucine Picicaroli e sua obra “Capucine é uma fabulista que pinta histórias que ela inventa e que tratam do ser diante da condição humana - a dor, a solidão inexorável, o sofrimento e a morte - e, nessas fábulas o ser, por sua essência humana, é vibrante, lúcido, criativo e vitorioso, pois a sua trajetória se sobrepõe à fragilidade da existência e ele triunfa por ter a coragem de perceber o infinito”.

Willian Gama e sua irmã, Amanda Gama, acompanharam todas as fases de Capucine Picicaroli (Foto: Arquivo Pessoal)

Parceria de sucesso

Willian Gama faz questão de destacar a parceria que teve com Capucine Picicaroli durante sua trajetória nas artes plásticas. “Ela entendeu lá no início que precisava de uma curadoria, procurou a Galeria Mirante das Artes e a parceria foi um sucesso”, frisa o curador, fazendo questão de destacar os profissionais que participaram das principais exposições realizadas com a artista. São eles: Produção Executiva, Luiz Carlos Fonseca; Curadoria, Amanda Gama e Willian Gama; Relações Públicas, Anamaria Bianchini; e Assessoria de Imprensa, Lidiane Barros.

Serviço

O que: Abertura da exposição "Fascinação" - Capucine Picicaroli

Quando: 29 de agosto de 2019

Horário: 19h

Entrada: Gratuita

Local: A Casa do Parque, Rua Severino de Queiroz, 455, bairro Duque de Caxias, fundo do Parque Mãe Bonifácia, em Cuiabá (MT).

Informações: (65) 3365-4789 e 98116-8083.