Cuiabá (MT), 13 de dezembro de 2019 - 11:32

? ºC Cuiabá - MT

CIDADES MT

12/11/2019 15:15

Após ameaça de suspeito de homicídio, alunos e professores são escoltados pela PM

Depois de serem supostamente ameaçados pelo criminoso Luiz Felipe da Silva Alves, 24 anos, alunos e professores da Escola Estadual Ana Tereza Albernaz, localizada em Chapada dos Guimarães (65 km de Cuiabá), foram escoltados, durante dois meses, pela Polícia Militar até a unidade de ensino. Os motivos da suposta intimidação, no entanto, não foram informados pelo HNT / HiperNotícias.

Luiz é apontado como o assassino da sua namorada Amanda Gabrielly da Silva Belém, 17 anos, e do pai dela, Jefetter de Jesus Belém, 37 anos, no dia 6 de setembro, deste ano. Dias depois de ter fugido, Luiz teria ameaçado os colegas de sala de aula e professores de Amanda. 

 Diante da suposta intimidação, a Polícia Militar de Chapada dos Guimarães designou viaturas para fazer a escolta da chegada e saída dos alunos e professores na unidade de ensino.

Os acompanhamentos, segundo a PM, iniciavam desde quando os alunos entravam no ônibus escolar, até a unidade de ensino. Após o término da aula, os estudantes eram realocados no veículo e seguidos pelos militares até um certo ponto da cidade.

No entanto, o comandante da PM na cidade, tenente coronel Lupércio Cabral Santos afirmou que não há registros que comprovem, de fato, as ameaças e que as escoltas já foram encerradas. 

“Foi uma suposta ameaça, não há registros que comprovem essas intimidações, somente boatos. No entanto, após recebermos a denúncia, como forma de tranquilizar funcionários, pais e alunos, realizamos por dois meses a escolta e policiamento escolar, sendo este último de praxe em todas escolas”, disse o oficial. 

Ainda devido as supostas intimidações, professores da unidade de ensino teriam solicitado uma resolução por parte da Secretaria de Estado de Ensino (Seduc). A reportagem entrou em contato com a assessoria da pasta, mas até a publicação da matéria, não havíamos obtido resposta. 

A Polícia Civil informou que a Delegacia de Chapada dos Guimarães não recebeu nenhuma comunicação de supostas ameaças contra pessoas próximas à família de Amanda.

O suspeito

Luiz é considerado foragido da Justiça. Ele teve o mandado de prisão expedido pela comarca de Chapada, mas ainda não foi localizado pela polícia. De acordo com informações, o suspeito teria fugido da cidade.

Os crimes

Luiz teria cometidos os crimes após não aceitar o término do relacionamento com a adolescente. A família morava em uma propriedade agrícola na Comunidade Lagoinha de Baixo. O homem invadiu a casa da vítima e atirou na adolescente. Ao verem a filha sendo morta, os pais da jovem tentaram intervir e também foram baleados.

A adolescente e o pai não resistiram aos ferimentos e morreram ainda no local.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Fonte:https://www.hipernoticias.com.br/


Fale Conosco

Fone (65) 3023-2102
redacao@maxnoticias.com.br

 

Assessoria Jurídica.

Marcos Davi Andrade

Copyright 2015 - Todos os direitos reservados.
Max Notícias.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo