Cuiabá (MT), 18 de julho de 2018 - 00:39

? ºC Cuiabá - MT

Agronegócios

23/12/2017 05:40 www.olhardireto.com.br

Valor da Produção Agropecuária sofre queda em Mato Grosso; montante é de R$ 69,3 bi

O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) em Mato Grosso apresentou saldo negativo de R$ 2,3 bilhões em 2017 em comparação a 2016. De acordo com levantamento do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), este ano o setor gerou R$ 69,3 bilhões, contra R$ 71,6 bilhões do ano passado. No contexto estadual as lavouras alcançaram R$ 54,9 bilhões, enquanto a pecuária foi responsável por R$ 14,3 bilhões.

A soja apresentou retração de R$ 31,6 bilhões para R$ 28,5 bilhões, mesmo fenômeno observado com o milho que caiu de R$ 9,93 bilhões para R$ 8,78 bilhões. Ao contrário dos grãos, contudo, o algodão e a cana-de-açúcar destacaram-se positivamente. O primeiro, com valor bruto da produção de R$ 14,1 bilhões, acima dos R$ 11,8 bilhões verificados em 2016. Já o segundo, com salto de R$ 1,3 bilhão para R$ 1,9 bilhão ao longo do mesmo período.

De acordo com o MAPA o total do VBP nacional está estimado em R$ 539 bilhões para 2017, situando-se 1,87% acima do valor de 2016, de R$ 529,2 bilhões. Ao todo, as lavouras brasileiras alcançaram R$ 364,7 bilhões e a pecuária, R$ 174,4 bilhões. Enquanto as principais lavouras tiveram aumento de 4,97% no valor, devido ao bom resultado da safra de 2017, a pecuária teve redução de 4,1% no faturamento.

O resultado se deve principalmente ao desempenho desfavorável das carnes bovina e de frango, cujos preços ficaram abaixo do ano anterior, observa o coordenador-geral de Estudos e Análises da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, José Garcia Gasques. “A redução do preço da carne bovina foi forte, pasando de R$ 147,3 por arroba, em 2016, para R$138,2, em 2017. Na carne de frango o preço do quilo caiu de R$ 4,10 para R$ 3,64.”

Os principais fatores de destaque neste ano foram os bons resultados da safra de grãos e os preços que se mantiveram abaixo do ano passado na maior parte dos produtos analisados. Tiveram melhores resultados o algodão, cujo valor da produção aumentou 72,9%, a cana de açúcar (28,4%), mandioca (87,9%) e uva (52,2%). Também apresentaram bom desempenho o milho, soja, laranja e arroz. Na pecuária, suínos e leite também tiveram ganho real de 9,7% e 9,9%, respectivamente.

Um conjunto de produtos apresenta neste ano forte redução no faturamento. Destacam-se a banana (-25,9%), batata inglesa (-48%), cacau (-27,9%), café (-14%), cebola (-48%), feijão (-24,7%), mamona (-40,1%), trigo (-37,5%) e maçã (-22,1%). A redução de preços de alguns produtos teve impacto na redução da taxa de inflação de 2017, pois classificam-se no grupo de cereais leguminosas e oleaginosas que têm destacada participação no grupo alimentação.
O resultado do VBP regional mostra, como em relatórios anteriores, que o maior valor continua sendo obtido no Sul (R$ 142,5 bilhões), seguido do Centro-Oeste (R$ 139,9 bilhões), Sudeste (R$ 137,1 bilhões), Nordeste (R$ 50,3 bilhões) e Norte (R$ 32,9 bilhões).

Prognóstico para 2018

Prognósticos para a próxima safra de grãos, da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e do Ibge, dos últimos meses, indicam que a safra 2018 deverá ser menor do que a deste ano. A Conab indica redução de 4,7% e, o IBGE, de 9,2%. O declínio, deve-se principalmente a menor produção de milho e soja. De acordo com o coordenador-geral de Estudos e Análises, as estimativas do VBP para 2018 também indicam redução de 6,9%, em relação a 2017. “Redução forte do valor está previsto nas lavouras (-10,8%) e de - 1,4% na pecuária”. Nesse setor da pecuária, observa Gasques, há previsões mais otimistas para carne bovina e frango.


Fale Conosco

Fone (65) 3023-2102
redacao@maxnoticias.com.br

 

Assessoria Jurídica.

Marcos Davi Andrade

Copyright 2015 - Todos os direitos reservados.
Max Notícias.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo